URGENTE

RIO BRILHANTE: homem que matou vendedora de espetinhos para roubar é condenado a 24 anos de prisão

Publicados
















13

12

gif-unisa-1

gif-cairos-gas-1

11

8

Banner_Web_Sustentavel_AL_730x130px

 

Nivalcir Lucio Cândido, 27 anos, foi condenado a 24 anos de reclusão pela prática de latrocínio (roubo seguido de morte) em crime que ocorreu em abril desse ano, tendo como vítima a comerciante (vendedora de espetinhos) Marcelina Robles Cardozo, 55.

Por: Olimar Gamarra

Screenshot_20191010-151555_Chrome

Nivalcir no dia em que foi preso logo após o crime (Foto Olimar Gamarra)

Nivalcir Lucio Cândido, 27 anos, foi condenado a 24 anos de reclusão pela prática de latrocínio (roubo seguido de morte) em crime que ocorreu em abril desse ano, tendo como vítima a comerciante (vendedora de espetinhos) Marcelina Robles Cardozo, 55.

Conhecido como “Coringa” está preso desde o dia do crime e teve a pena fixada nesta terça-feira (8) no Fórum de Rio Brilhante, tendo sentença proferida pelo Juiz da vara criminal, Jorge Tadachi Kuramoto.

RELEMBRE O CASO

20191010_153257

Local onde mulher foi morta (Foto Olimar Gamarra)

Poucas horas após o assassinato de uma mulher a Polícia Civil de Rio Brilhante apresentou no início da noite deste domingo 14, o suspeito de matar a facadas a vendedora de espetinhos, Marcelina Robles Cardoso( 55) na madrugada de hoje na casa dela na vila Fátima.

Leia Também:  Pax Primavera de Rio Brilhante agora tem Ginecologista e Clinico Geral

Nivalcir Lucio Cândido (27) conhecido como “coringa” morador no mesmo bairro, foi preso em casa após diligências e investigação da Polícia durante todo dia. O caso é de latrocínio ( Roubo seguido de morte) o criminoso confessou que matou a mulher para roubar um aparelho de som, DVD e um aparelho celular. Objetos recuperados.

Marcelina que completaria 56 anos no próximo dia 26, foi encontrada morta em seu quarto, com diversas lesões perfuro-cortantes facadas, uma no queixo, uma na testa, uma abaixo do umbigo, duas na perna esquerda e duas na mão direita. Além disso, a casa da vítima estava bastante revirada, dando sinais de que o suspeito poderia ter subtraído bens.

Diante disso, a Polícia Civil iniciou as investigações, partindo da conclusão de que se tratava de latrocínio.

Apurou-se que a vítima mantinha em sua residência comércio, onde comercializava bebidas alcoólicas e espetinhos. Na noite de ontem 13, uma mulher e três homens foram vistos com ela, em frente à residência. Durante a madrugada, somente um homem ficou no local e ingressou na residência da vítima, com o objetivo de manter relações sexuais com ela.

Leia Também:  RIO BRILHANTE: idoso que esfaqueou mulher no rosto se apresenta à Polícia e é preso

Tal homem foi identificado como Nivalcir, localizado e preso, segundo a Polícia apresentou  nervosismo, versões contraditórias, além de estar com lesões em seu peito e suas mãos. A partir daí, identificaram-se também outras pessoas envolvidas, que apesar de não terem presenciado os fatos, confirmaram que o suspeito foi o último a ser visto com ela e que somente voltou para sua casa, por volta das 6:00hs da manhã.

Também foram encontrados objetos na casa do suspeito, que teriam sido subtraídos da vítima. Familiares da vítima confirmaram que o celular e a caixa de som apreendidos eram da vendedora.

Diante disso, o suspeito foi conduzido até a Delegacia e acabou confessando o crime. Confirmou que foi até o local para ingerir bebida e consumir drogas, junto com a vítima. Após manter relações sexuais com ela, teria decidido roubá-la. Para isso, esperou a vítima entrar no banho, pegou uma faca na residência e desferiu as facadas, provocando a morte da mulher.

20191010_161704

Alguns objetos roubados da casa da vítima (Foto Olimar Gamarra)

______________________________________________________________________________________________________________________________________

4

3

2

1

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

MAIS LIDAS DA SEMANA