URGENTE

Veja quem são as vítimas de chacina no Oeste do Paraná

Fabiano Junior Garcia, policial do 19° BPM (Batalhão de Polícia Militar) matou oito pessoas e, na sequência, tirou a própria vida

Publicados
















 

Fabiano Junior Garcia, policial do 19° BPM (Batalhão de Polícia Militar) matou oito pessoas e, na sequência, tirou a própria vida

Foram identificadas todas as vítimas da chacina que aconteceu no Oeste do Paraná, durante a noite de quinta-feira (14) e madrugada de sexta-feira (15), nas cidades de Céu Azul e Toledo. Fabiano Junior Garcia, policial do 19° BPM (Batalhão de Polícia Militar) matou oito pessoas e, na sequência, tirou a própria vida. Veja quem são as vítimas:

Kaio e Luiz foram mortos em via pública e segundo as primeiras apurações pela polícia, não tinham ligação com o policial. Depois de matar as oito pessoas, o militar mandou um áudio para família antes de tirar a própria vida. Ouça detalhes:

“Ele trabalhou até às 19h e por volta das 23h entrou em contato com o cunhado e informou que havia matado a esposa, Kassiele Moreira de 30 anos, e a filha, uma adolescente de 12 anos de idade. A polícia foi até o local e localizou os corpos.
De lá, ele foi até a residência da mãe, que fica nas proximidades na área central de Toledo, onde matou a genitora a facadas, uma senhora e o irmão de 50 anos, com um disparo de arma de fogo. Saindo dali, ele foi até Céu Azul na casa dos avós maternos, onde matou uma filha de oito anos e o filho de quatro anos. Na sequência, retornou a Toledo, e começou a andar pela área central da cidade. As equipes da PM tentaram localizá-lo de toda forma, no entanto, durante as buscas, ele encontrou dois homens, de 16 e 19 anos, caminhando pela via e disparou contra ambos, que morreram no local.”

Leia Também:  Prefeito Paleari coloca Nova Alvorada do Sul em destaque com mais de R$ 70 milhões de obras em andamento

A arma utilizada no crime é da corporação. Em nota, a PMPR (Polícia Militar do Paraná) informou que o militar não tinha histórico de problemas psicológicos e trabalhava como motorista do Coordenador do Policiamento da Unidade.

Sete vítimas foram encaminhadas ao Instituto Médico Legal de Toledo. As crianças de quatro e nove anos foram levadas para o IML de Cascavel.

A arma utilizada no crime é da corporação. Em nota, a PMPR (Polícia Militar do Paraná) informou que o militar não tinha histórico de problemas psicológicos e trabalhava como motorista do Coordenador do Policiamento da Unidade.

Sete vítimas foram encaminhadas ao Instituto Médico Legal de Toledo. As crianças de quatro e nove anos foram levadas para o IML de Cascavel.
Neste caso, as equipes do PRUMOS de Foz do Iguaçu e Toledo já estão atuando no suporte à família das vítimas. Além disso, uma equipe da capital também irá para a região para fornecer todo o apoio necessário.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MAIS LIDAS DA SEMANA