URGENTE

Se Apresentou Com Advogado

Motorista que atropelou ciclista se apresenta na delegacia em Rio Brilhante

Após a batida alega que deixou de prestar socorro a vítima pois ficou nervoso, sem saber o que fazer e com receio de que pessoas pudessem lhe agredir no local por isso não parou. Questionado se havia ingerido bebida alcoólica antes do acidente o homem alegou que não.

Publicados
















Se apresentou na delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante na tarde desta segunda-feira (19) um homem de 31 anos, morador no bairro Manoel Das Neves, assumindo ser o motorista do veículo VW Parati de cor prata que no último sábado (17) as 23hs 30m se envolveu em um grave acidente na rua Benjamin Constant região central da cidade.

A vítima do atropelamento, Ivan Lopes dos Santos de 56 anos conhecido popularmente como “Jeguinho” que estava em uma bicicleta sofreu lesões na face após a batida.

Acompanhado de um advogado, o motorista foi ouvido na tarde de hoje. Em depoimento teria alegado que na noite do acidente havia saído com a família e ido até uma lanchonete anexa a um posto de combustíveis. Ao deixar o local por volta das 22h50, seguia pela Benjamin Constant quando repentinamente foi surpreendido pelo ciclista que seguia na pista de rolamento de veículos e fora na ciclovia, não tendo tempo de evitar a colisão.

Leia Também:  Covid-19: Parrerito, do Trio Parada Dura, morre aos 67 anos

Após a batida alega que deixou de prestar socorro a vítima pois ficou nervoso, sem saber o que fazer e com receio de que pessoas pudessem lhe agredir no local por isso não parou. Questionado se havia ingerido bebida alcoólica antes do acidente o homem alegou que não.

A princípio o caso é tratado como lesão corporal culposa na direção de veículo automotor e deixar de prestar imediato socorro à vítima.

O ciclista que foi socorrido logo após por pessoas que passavam pela região, e foi levando para o hospital de Rio Brilhante e em seguida devido a gravidade dos ferimentos foi transferido para uma unidade hospitalar de Dourados em vaga zero. Segundo as últimas informações ele não corre risco de morte.

O caso ganhou destaque no noticiário municipal e estadual e muitas pessoas se manifestaram sobre o acidente. Muitos revoltados com o fato do motorista não ter prestado socorro a vítima que após a batida  ficou caído no asfalto ao lado da bicicleta.

O motorista de 31 anos após prestar os esclarecimentos foi liberado. O caso ainda está sendo apurado pela Policia Civil de Rio Brilhante.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MAIS LIDAS DA SEMANA