URGENTE

Direção Perigosa, posse Irregular de Arma, Caça sem Autorização

Ocorrência de direção perigosa leva policiais a apreender armas e munições em Rio Brilhante

Ao chegarem na residência os policiais encontraram dentro de um guarda-roupa um revólver Taurus calibre 38, carregado com cinco munições intactas, diante das informações repassadas pelo dono da residência foi localizado também uma espingarda de calibre 22, além de 15 munições do mesmo calibre.

Publicados
















Foto divulgação PM RB

Polícia Militar de Rio Brilhante realizava rondas de rotina neste último domingo (11), em um posto de combustível na saída para Campo Grande quando por volta da 1hs13m, da madrugada um policial militar à paisana esteve no local e constatou que um homem que estaria com moletom branco empinava sua moto e cortava giro conseqüentemente oferecendo risco as pessoas que ali estavam, o local é conhecido como uma área de lazer nas noites de final de semana em Rio Brilhante.

Diante das informações o policial repassou a guarnição de plantão as características do suspeito e da motocicleta,  uma guarnição da Polícia Militar esteve no local e conseguiu identificar o a pessoa descrita na denúncia entre os demais populares, foi verificado tratar-se de um adolescente de 17 anos identificado como G.R.T.

Foi realizada a abordagem e no bolso do moletom do joven os policiais encontraram a chave da motocicleta, foi realizada uma consulta no sistema e constatado que a motocicleta estava com os documentos atrasados, no celular do adolescente os policiais militares encontraram fotos de uma arma de fogo e o jovem afirmou tratar-se de um revólver calibre 38 que estaria escondido no guarda-roupa de sua residência, o jovem ainda disse aos policiais que dentro da casa ainda havia outra arma uma espingarda calibre 22.

Leia Também:  Polícia Rodoviária Federal de Rio Brilhante apreende Kombi com 467 kg de maconha.

Diante dessas informações a Polícia Militar de Rio Brilhante pediu apoio para equipe de investigadores da Polícia Civil onde de pronto foi atendido a solicitação e as equipes policiais seguiram  para a residência do menor.

Ao chegarem na residência os policiais encontraram dentro de um guarda-roupa um revólver Taurus calibre 38, carregado com cinco munições intactas, diante das informações repassadas pelo dono da residência foi localizado também uma espingarda de calibre 22, além de 15 munições do mesmo calibre.

Em conversa com o pai do menor um homem identificado como G.T de 44 anos, os policiais descobriram que dentro da geladeira havia uma grande quantidade de carne proveniente de caça, possivelmente de animais silvestres, configurando aí o crime de matar caçar apanhar coletar e utilizar espécimes da fauna Silvestre de rota migratória sem a devida permissão licença ou autorização das autoridades competentes (artigo 24 do decreto nº 6.514/08).

Policiais foram informados de que a arma foi deixada na residência por um tal de Rodrigo diante disso o menor conduziu os policiais até o endereço do mesmo, com apoio da Polícia Civil eles adentraram na residência e lá encontraram um simulacro de arma de fogo, além de um coldre de revólver compatível com a arma apreendida, localizaram também duas munições de calibre 38 semelhantes as que estavam no tambor do revólver, a equipe policial encontrou no local uma máscara de ‘Dali” máscara usada no mundo do crime para roubos e furtos a mesma foi apreendida e encaminhada para Polícia Civil pois em Rio Brilhante já existe informações do uso deste modelo de máscara para cometer crimes.

Leia Também:  SERVIDORES MUNICIPAIS ELEGEM NOVA DIRETORIA PARA SINFUSP

Na delegacia R.S.T de 25 anos, suposto dono das armas afirmou ser proprietário do revólver e da espingarda, e que teria adquirido as duas armas na cidade de Maracaju, pagando a quantia de R$ 2,500,00 pelo revólver e R$ 2,350,00 pela espingarda.

Disse também que teria emprestado as armas para o homem de 44 anos e para o menor. Diante dos fatos todos foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil onde o fato foi registrado como posse irregular de arma de fogo de uso permitido, direção perigosa de veículo em via pública, e caçar sem permissão ou licença e autorização das autoridades competentes.

O caso está sob investigação do SIG de Rio Brilhante.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MAIS LIDAS DA SEMANA