URGENTE

Após ser denunciado por violência domestica Dentista é preso cultivando maconha dentro de casa

Publicados
















De acordo com a ocorrência  o acusado foi denunciado por uma jovem de 20 anos com quem ele tinha um relacionamento.

PorOLIMAR GAMARRA/ RIO BRILHANTE NEWS
133828303_DSC0024

FOTO: OLIMAR GAMARRA

Na noite desta sexta-feira(24), investigadores da polícia civil  juntamente com policiais militares de Rio Brilhante efetuaram a prisão em flagrante de um Dentista de 27 anos acusado de trafico de drogas, e violência domestica.

De acordo com a ocorrência  o acusado foi denunciado por uma jovem de 20 anos com quem ele tinha um relacionamento. Na delegacia ela relatou agressões físicas sofridas nos dias 21 e 22 de junho com socos, tapas e agressões verbais.

Segundo a vítima a ultima agressão ocorreu na ultima quinta-feira (23), na cidade de Dourados, quando o acusado teria  também lhe ameaçado de bater novamente caso o denunciasse na polícia bem como compartilharia  fotos intimas dela.

Após o registro do boletim de ocorrência na delegacia de Rio Brilhante, por ameaça, injuria e lesão corporal dolosa todos enquadrados na lei Maria da Penha, uma equipe da polícia civil e policiais militares efetuaram diligencias para localizar o acusado, terminando por encontrá-lo por volta das 22H, em sua residência na avenida Prefeito Theofanes região central da cidade.

Leia Também:  Acidente entre carro e moto mata enfermeira em Rio Brilhante

O dentista confessou o crime de agressão contra a companheira bem como em revista pessoal foi localizado com ele 15 gramas de maconha. Questionado se no interior de sua residência/escritório havia mais drogas ele disse que sim.

Foram apreendidos em uma geladeira  275 gramas de maconha, 20 gramas de haxixe além de 03 pés de maconha que eram cultivados pelo acusado.

Consta em boletim de ocorrência que o homem apresentava escoriações no braço que segundo ele foram causados durante a briga com a companheira.

Além da droga os policiais apreenderam ainda um computador e um aparelho celular que serão periciados. O acusado não tinha passagens pela polícia.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

MAIS LIDAS DA SEMANA