URGENTE

CLASSIFICADO PARA A FINAL DO ESTADUAL 2020

Veja Fotos: Águia Negra passa fácil pela Serc e vai em busca do quarto título do Estadual do MS

Na segunda etapa o Águia tratou de administrar a vantagem e, aos 14 minutos ampliou em uma jogada ensaiada em cobrança de falta. Mário Lúcio jogou para Pedro que rolou para Guilherme, por trás da barreira. O atacante recebeu livre e tocou na saída de Renan, fazendo 3 a 0.

Publicados
















Fotos Maikon Junior

A equipe da Serc Chapadão foi irreconhecível e não teve forças para buscar o resultado de empate que lhe daria uma das vagas na grande final do Estadual. E só não saiu goleada do estádio Ninho da Águia, em Rio Brilhante, porque o atual campeão “puxou o freio’ e visivelmente foi apenas poupando e deixando o tempo passar. Os 3 a 0 poderia ser maior se o meia Jorginho não errasse um pênalti no final do jogo.

Agora, os comandados de Rodrigo Cascca esperam pelo jogo de Aquidauanense e Comercial para saber quem vai para a final com o rubro negro. Os gols foram de Careca, Virgulino e Guilherme. O autor do primeiro gol no Estádio Ninho da Águia começou o jogo no banco, mas com a contusão do atacante Preto logo aos cinco minutos, Kareca foi para o jogo. Aos 17 minutos, Virgulino foi lançado por trás da zaga pela direita, avançou e, na saída do goleiro Renan, tocou para o camisa 9 empurrar para as redes, abrindo o placar. O segundo veio quase no fim do primeiro tempo, mais uma vez pela direita. Virgulino recebeu quase no meio campo, fez a tabela com Fernandinho e apareceu na área para receber o toque e bater firme para o gol, ampliando.

Leia Também:  Novo Decreto Municipal já vale a partir desta quinta-feira 12, e flexibiliza horários no comércio de Rio Brilhante

Na segunda etapa o Águia tratou de administrar a vantagem e, aos 14 minutos ampliou em uma jogada ensaiada em cobrança de falta. Mário Lúcio jogou para Pedro que rolou para Guilherme, por trás da barreira. O atacante recebeu livre e tocou na saída de Renan, fazendo 3 a 0. A vitória poderia ter virado goleada aos 44 minutos, com pênalti sofrido por Adriano Luiz. Jorginho foi o encarregado da cobrança, mas parou no goleiro Renan. Antes do fim, o lateral Robinho, da SERC, ainda teve tempo para ser expulso.

O Águia Negra já conta com título nos anos de 2007, 2012 e 2019.

 

FOTOS / MAIKON JUNIOR

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MAIS LIDAS DA SEMANA