URGENTE

conscientização no combate à violência contra a mulher

Rinaldo destaca ações de conscientização no combate à violência contra a mulher.

De acordo com o deputado estadual Professor Rinaldo Modesto, autor da Lei nº 4.784 de 2015, que instituiu esta campanha em nosso Estado, o objetivo é sensibilizar e conscientizar toda a população sobre a necessidade de erradicar a violência contra a mulher, além de divulgar os mecanismos legais existentes para coibir esta atrocidade.

Publicados
















Foto Divulgação / Deputado Rinaldo

Mesmo com tantas ações de conscientização disponíveis para a população, um tema recorrente insiste em ocupar espaço em diversos veículos de comunicação e nas redes sociais. Nas manchetes policiais, a violência contra a mulher continua marcando presença e causando revolta pelas barbáries cometidas, na maioria das vezes, por homens que se relacionavam de alguma forma com as vítimas.

Neste sentido, uma data importante que faz parte do Calendário Oficial do Estado é o Dia Estadual de Mobilização pelo Fim da Violência Contra a Mulher, comemorado no dia 25 de novembro, com ações que se estendem até o dia 10 de dezembro, com a Campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

De acordo com o deputado estadual Professor Rinaldo Modesto, autor da Lei nº 4.784 de 2015, que instituiu esta campanha em nosso Estado, o objetivo é sensibilizar e conscientizar toda a população sobre a necessidade de erradicar a violência contra a mulher, além de divulgar os mecanismos legais existentes para coibir esta atrocidade.

Leia Também:  Em menos de 48 horas 03 furtos foram registrados na delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante.

Para Rinaldo é uma oportunidade de estabelecer diálogos com temas relevantes e repensar ações para um futuro com resultados mais positivos:

“É um momento importante e que envolve toda a sociedade, onde vamos poder ouvir as opiniões inclusive de homens engajados nesta luta, e que estarão presentes na roda de conversa virtual ‘Homens Pelo Fim da Violência Contra a Mulher’ e uma live que também considero fundamental com o tema ‘Impactos da Violência Doméstica nas Crianças e Adolescentes’, pois são estes futuros cidadãos que vão poder gerar os frutos que estamos semeando agora”,

comentou o parlamentar que inseriu a Lei Maria da Penha como disciplina transversal na Rede Estadual de Ensino e que tem diversas ações de combate a violência contra a mulher em todo o Mato Grosso do Sul.

Devido a pandemia da Covid-19, neste ano o Governo do Estado por meio da Subsecretaria de Políticas Públicas Para As Mulheres realizará toda a campanha nas plataformas virtuais, com lives, rodas de conversas e seminários, envolvendo profissionais de diversos estados e instituições parceiras como OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Mato Grosso do Sul) e IBDFAM (Instituto Brasileiro de Direito de Família).

Leia Também:  RIO BRILHANTE: Homem de 56 morre no hospital após ser atingido por objeto enquanto roçava pasto

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MAIS LIDAS DA SEMANA