URGENTE

Presos

Polícia Civil prende 03 pessoas por homicídio, mandados foram cumpridos em Rio Brilhante e Nova Alvorada do sul

Durante o interrogatório, um deles confessou a prática criminosa, indicando sua participação enquanto os demais permaneceram em silêncio. 

Publicados
















A Polícia Civil, através da Delegacia da Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul, deflagrou operação para prender suspeitos e esclarecer a morte de mulher encontrada carbonizada. Os mandados foram cumpridos em Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante.

A Policia Civil cumpriu, na data de 31 de maio, três mandados judiciais de busca e apreensão e prisão temporária que culminaram nas prisões dos autores do homicídio de Aliana Dias dos Santos.

A investigação teve início após o encontro do corpo da vítima carbonizado às margens da BR 163. Inicialmente realizou-se análise pericial para conseguir identificar Aliana e, decorrido largo trabalho investigativo com levantamento de elementos de informação, conseguiu apurar que a vítima, contumaz usuária de entorpecente, foi à residência dos autores em busca de drogas e, por possuir um dívida considerável, acabou sentenciada a morte pelos traficantes, os quais desferiram diversos golpes em seu corpo – principalmente rosto – o que gerou múltiplas fraturas. Em seguida, eles pegaram um veículo e levaram a vítima a um local distante 15km, deixando-a para a morte. Outrossim, no dia subsequente, retornaram ao local e atearam fogo no corpo para dificultar a identificação.

Leia Também:  Prefeito Lucas Foroni inicia oficialmente seu primeiro dia de trabalho em Rio Brilhante

A equipe de investigação conseguiu identificar o veículo utilizado para incendiar o corpo e, após representação judicial, deram cumprimento às ordens judiciais de buscas no imóveis e prisão temporária, encontrando com os suspeitos entorpecente e armas brancas.

Durante o interrogatório, um deles confessou a prática criminosa, indicando sua participação enquanto os demais permaneceram em silêncio.

Eles foram indiciados por homicídio qualificado pelo motivo torpe e emprego de recurso que dificulte a defesa da vítima, além de ocultação de cadáver, podendo pegar uma pena superior a trinta anos de reclusão.

Foram presos dois homens de 21 e 37 anos e mulher de 31 anos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MAIS LIDAS DA SEMANA