URGENTE

FIM DA FESTA CLANDESTINA

Fim da festa, Policia Militar e Conselho Tutelar de Rio Brilhante encerra festa clandestina em casa de piscina e dois são presos

Diante dos fatos a Polícia Militar juntamente com o Conselho Tutelar de Rio Brilhante se deslocou para a rua Jovi Disperati esquina com a Vanderlei da Cunha Rosa em uma residência conhecida como casa da piscina, ao chegar no local foi constatado uma grande aglomeração de pessoas, a PM solicitou a presença do responsável do evento, comparecendo a pessoa de C.F.A.A de 19 anos, a qual se encontrava na portaria controlando a entrada de pessoas, questionado se o mesmo possuía os alvarás necessários dos órgãos competentes para realização da festa o mesmo afirmou que não.

Publicados
















A Polícia Militar de Rio Brilhante por volta das 23:30hs do último sábado (18), recebeu diversas denúncias de moradores que no bairro Nova Rio Brilhante informando que acontecia uma festa da piscina com som alto e algazarras.

Diante dos fatos a Polícia Militar juntamente com o Conselho Tutelar de Rio Brilhante se deslocou para a rua Jovi Disperati esquina com a Vanderlei da Cunha Rosa em uma residência conhecida como casa da piscina, ao chegar no local foi constatado uma grande aglomeração de pessoas, a PM solicitou a presença do responsável do evento, comparecendo a pessoa de C.F.A.A de 19 anos, a qual se encontrava na portaria controlando a entrada de pessoas, questionado se o mesmo possuía os alvarás necessários dos órgãos competentes para realização da festa o mesmo afirmou que não.

A equipe de policiais entrou no local em um salão de aproximadamente 80 metros quadrados e percebeu que no evento havia aproximadamente 100 pessoas, entre as quais vários seriam menores de idade, alguns em visível estado de embriaguez, tudo foi confirmado pela equipe do conselho tutelar que acompanhava a polícia militar, sendo assim todos foram identificados pelas conselheiras tutelares.

Leia Também:  Paulo Gustavo morre de Covid no Rio, aos 42 anos

No local foram observados que o evento não seguia os protocolos de biossegurança, como uso de máscaras e aplicação do álcool em gel.

Em seguida os policiais observaram que havia uma pessoa cuidando de uma caixa térmica e após vistoriar constatou-se se tratar de uma caixa contendo bebidas alcoólicas com várias cervejas de diversas marcas, vodka, energético e refrigerante, a pessoa responsável pela caixa térmica foi identificado como C.A.S de 35 anos, os policiais realizaram uma revista pessoal no homem de 35 anos sendo encontrado consigo uma pochete com R$ 2,160,00 reais, e dentro da capinha de seu celular os PM’s encontraram um papelote contendo substância análoga a cocaína e uma carteira de habilitação em nome de uma terceira pessoa.

Durante buscas realizadas no interior do terreno os policiais localizaram próximo onde estava a caixa térmica, no chão quatro papelote de substância análoga à maconha e uma pedra de crack, assim como algumas bitucas de cigarro de maconha.

Diante dos fatos a polícia militar deu voz de prisão ao homem de 19 anos e ao homem de 35 anos onde foram autuados em flagrante, do local foi apreendido os aparelhos de som e encaminhado junto com a droga e a caixa térmica de bebidas alcoólicas a delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante assim como todo o dinheiro que se encontrava com homem, alem de dois aparelhos de telefone celular.

Leia Também:  Mulher registra boletim de ocorrência de perturbação do sossego alheio em Rio Brilhante

Os dois homens foram encaminhados para a delegacia de polícia civil para ser tomada as providências cabíveis.

O caso foi registrado como vender, fornecer, servir, misturar ou entregar, ainda que gratuitamente, de qualquer forma, a crianças ou adolescentes, bebida alcoólica ou, sem justa causa, outros produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica.
Infração de medida sanitária preventiva.
Perturbação do trabalho ou do sossego alheio.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MAIS LIDAS DA SEMANA